segunda-feira, setembro 27, 2021
Dicas

Churrasquinho a bordo

Verão chegando… e nada como planejar um passeio de barco com a família e amigos, acompanhado de um belo churrasco a bordo, não é mesmo? Prepare a bagagem, avise aos convidados e anote as dicas para o churrasquinho no barco ficar ainda mais gostoso.

1. Não use líquidos combustíveis para acender o fogo, porque eles podem escorrer para o casco. Só acendedores próprios ou pão embebido em álcool.

2. Mantenha a temperatura do braseiro estável. Se o carvão diminuir ou acabar e esfriar demais, a carne endurece.

3. Não lave a carne nem a coloque direto do descongelamento no fogo, porque, com o calor, ela perderá muito sumo e tenderá a ficar seca e dura.

4. Vire a carne na medida em que for surgindo certo “suor” na parte de cima. Quando isso acontecer, ela já estará malpassada. Ou seja, quase ao ponto.

5. Deixe um pouco de gordura, mesmo que você não coma nem goste disso, porque ela realça o sabor da carne.

6. Calcule 400 gramas por pessoa, ou um pouco menos no caso de mulheres, mas lembre-se de que atividades na água sempre dão fome.

7. O melhor carvão é o de madeira de eucalipto, que além de ecologicamente correto, não gera tanta cinza nem faz tanta fumaça.

8. Fogo bom não tem labaredas, apenas brasas incandescentes. Tente mantê-lo assim, abrindo, com certa frequência, a tampa da churrasqueira, para controlar as chamas.

9. Não coloque muito carvão, mas vá repondo aos poucos, até porque, nas churrasqueiras de barcos, cabe bem menos. Por isso, acaba rápido.

10. Para preservar a suculência da carne faça um “selamento” antes de assá-la, colocando-a no fogo bem quente durante um ou dois minutos. Isso criará uma película em volta dela, que reterá o seu sumo.

11. Churrasco de verdade, segundo os puristas, deve ser ao ponto ou, então, malpassado — carne
torrada jamais! Mas gosto, obviamente, não se discute. Na dúvida, pergunte o gosto de cada um.

Foto: Arquivo NÁUTICA

Mergulhe Nesse Universo!

Leave a Response